Vale vai fornecer níquel para carros elétricos da Tesla

Compartilhar

A Vale acaba de confirmar um acordo de fornecimento de níquel para a Tesla. O metal, explorado nas operações canadense da mineradora, será usado nas baterias dos carros elétricos.

Segundo comunicado emitido pela Vale, trata-se de níquel de classe 1, com alta pureza e baixas emissões de carbono. O objetivo é que 30% a 40% das vendas do metal tenham como cliente a indústria automotiva. A empresa afirma que hoje esse percentual é de 5%.

O níquel é utilizado no polo positivo das baterias de íons de lítio, que equipam desde aparelhos como smartphones aos enormes sistemas utilizados para armazenar energia renovável.  

A companhia afirma que o níquel produzido nas suas refinarias canadenses têm uma das mais baixas pegadas de carbono do mundo.

 

Mas o interesse da Tesla vai além das vantagens ambientais do produto. O níquel foi uma das várias commodities cujos mercados foram desestabilizados pela guerra na Ucrânia.

No começo de março, o preço do metal disparou de tal maneira na bolsa de Londres que as negociações ficaram suspensas por alguns dias. O evento foi classificado por analistas como “o cisne negro dos cisnes negros”.

Depois de atingir US$ 100 mil a tonelada, há um mês, o preço agora se estabilizou em um terço disso – ainda muito acima dos valores históricos.


Produzir uma moeda de 5 centavos de dólar, cujo apelido é nickel, custa 8,52 centavos – o níquel é um quarto de sua composição, e o restante é cobre.

A melhor cobertura de negócios e finanças sustentáveis

Contribua com o Reset e ajude a construir a mudança.