Tesla faz mega venda à Hertz e ultrapassa US$ 1 tri na bolsa

Encomenda de 100.000 carros pela locadora americana leva montadora a valor de mercado recorde; fortuna de Musk cresce US$ 29 bi em um dia

Compartilhar

A locadora americana Hertz anunciou a compra de 100.000 carros elétricos da Tesla. O contrato levou a montadora a ultrapassar US$ 1 trilhão em valor de mercado. A fortuna pessoal do fundador e CEO da Tesla, Elon Musk, aumentou US$ 29 bilhões em um único dia. 

Com a valorização das ações, a empresa já vale mais que a soma das outras nove maiores montadoras do mundo em valor de mercado. A Tesla foi fundada em 2003.

A Hertz, uma das maiores empresas de locação de veículos dos Estados Unidos, anunciou que os Tesla Model 3 estarão disponíveis em algumas de suas lojas em aeroportos e grandes cidades americanas a partir de novembro.

Quando forem entregues as encomendas, os carros movidos a bateria serão 20% da frota da Hertz. A empresa afirma oferecer elétricos desde 2011.

 

O pedido representa cerca de um quinto das cerca de 500.000 unidades entregues pela Tesla no ano passado, mas a produção está acelerando rapidamente. A expectativa da empresa é começar a operação de duas novas fábricas ainda este ano.

De acordo com analistas ouvidos pelo The Wall Street Journal, a expectativa é que a empresa fabrique 900.000 carros este ano e até 1,4 milhão em 2022.

Também nesta segunda, a empresa de pesquisa de mercado Jato Dynamics anunciou que o Model 3 foi o carro mais vendido na Europa em setembro, à frente de modelos clássicos como o Clio (Renault) e o Golf (Volkswagen).

É a primeira vez que um carro elétrico fica no topo da lista dos mais vendidos no continente. Países como Noruega e Reino Unido já anunciaram prazos para o fim de novos veículos de passageiros movidos a gasolina ou diesel.

O valor da compra não foi divulgado. Pelo preço oferecido ao consumidor, o pedido sairia por mais de US$ 4 bilhões, mas em negociações desse tamanho é comum haver descontos.

O marido de Gisele Bündchen, o jogador de futebol americano Tom Brady, será o garoto-propaganda da campanha da Hertz focada em elétricos.

A empresa esteve à beira da falência no ano passado, por causa da crise do coronavírus. A Hertz deve voltar à bolsa até o final do ano.

Leia mais

A melhor cobertura de negócios e finanças sustentáveis

Contribua com o Reset e ajude a construir a mudança.