Radar Reset: Ponto de inflexão no financiamento verde e outras leituras

Crédito para renovável ultrapassa o de fósseis; Fundo europeu sai da 3R no Brasil; Dando vazão ao pré-sal caipira; e mais

 

Meia volta, volver

Desde a assinatura do Acordo de Paris, os bancos já financiaram mais de US$ 3,6 trilhões em combustíveis fósseis — mais que três vezes os empréstimos e títulos de dívida voltados para projetos verdes. A boa notícia é que, pela primeira vez, parece que o jogo virou. Levantamento feito pela Bloomberg com 140 instituições financeiras mostra que, neste ano, o financiamento para energia renovável e outros projetos mais amigáveis com o clima está em US$ 203 bilhões, contra US$ 189 bilhões para carvão, petróleo e gás. 

Follow the money

O mesmo estudo mostra que os bancos embolsaram US$ 16,6 bilhões com fees relacionados a emissões e empréstimos para combustíveis fósseis, contra US$ 7,4 bilhões para dívida verde. Na dianteira das comissões da indústria de petróleo está o JP Morgan, seguido por Citigroup e Bank of America. 

Enquanto isso, no Brasil… 

Um block trade na quarta-feira movimentou na B3 R$ 400 milhões em ações da 3R, petroleira que explora campos em terra e fez seu IPO no ano passado. O vendedor foi o braço de private equity da alemã RWE, que, segundo o Brazil Journal, está passando por uma “guinada verde”. O bloco negociado equivale a 8,5% do capital e 14 dias de negociação do papel e saiu com um desconto de 4,27% em relação ao fechamento anterior. 

Dando vazão ao pré-sal caipira

A Scania e a Comgás firmaram uma parceria para mapear possívies redes de distribuição de produtos como o biometano, produzido a partir de resíduos do setor agrícola e de aterros sanitários, e substituto do GNV, conta o Valor. Usinas do setor sucroalcooleiro de cidades do interior de São Paulo, como Indaiatuba e Piracicaba, podem ser os pontos de partida.

Tá com fôlego? Mais leituras

  • Viajar para tomar a vacina é de bom tom? (Folha)
  • Vale conclui 70% das ações de segurança em barragens (Valor)
  • Exxon: uma rebelião que os investidores deveriam apoiar (FT)
  • Mercado de carbono aquece enquanto Brasil é acusado de travar regulamentação global (O Globo
  • Meninas trabalham mais que meninos em casa (Valor)
  • Brasil é o segundo país do G20 em mortalidade por acidentes de trabalho (G1)
  • KKR compra fatia majoritária na consultoria de sustentabilidade ERM (ESG Today)
  • Quanto vale uma árvore? Investidores procuram construir um mercado para a natureza (FT)