CFA lança certificação ESG no Brasil

 

Poucas coisas trazem mais prestígio e chamam mais a atenção dos recrutadores no mercado financeiro do que trazer um ‘CFA’ depois do nome. Agora, a certificação mais cobiçada entre profissionais de investimento tem sua versão voltada para investimento ESG. 

A CFA Society Brazil vai conceder cerca de 30 bolsas de estudos para brasileiros interessados em tirar a certificação, oferecida pelo CFA UK, o braço da instituição no Reino Unido. 

As bolsas serão patrocinadas por JGP, Schroders e Banco do Brasil e são uma forma de incentivar os analistas brasileiros a buscar o certificado, num momento em que cresce de forma exponencial a demanda por profissionais qualificados em investimentos e práticas ambientais, sociais e de governança.

“Os profissionais da área precisam se antecipar às tendências, pois os fatores ambientais, sociais e de governança estarão cada vez mais integrados ao nosso dia a dia”, diz Everton Rodrigues, diretor executivo da CFA Society Brazil. “Quem se especializar agora, sairá na frente”. 

A certificação CFA em ESG Investing é mais ‘light’ que o programa CFA original. Enquanto o exame do programa CFA tradicional, mais abrangente, é feito em três etapas, que demandam cerca de 300 horas de estudo cada, a certificação em ESG demanda cerca de 130 horas de estudo. 

Não é necessário possuir a certificação CFA para tirar a certificação em ESG e não há critério formal de entrada para a qualificação, mas é fortemente recomendado que os candidatos tenham alguns anos de experiência com mercado financeiro.

O exame custa 470 libras e a inscrição dá acesso a um amplo material online sobre integração ESG ao processo de investimento. Após a inscrição, o candidato tem um ano para marcar a prova, que é feita em etapa única. 

O exame avalia questões como o entendimento de diferentes abordagens de ESG, mandatos de investimento e análise de portfólio, análise ESG e integração ao valuation das empresas. 

A certificação em investimento ESG da CFA UK é bastante recente. Foi lançada há apenas dois anos e até hoje foram cerca de 2500 inscritos. 

O CFA Institute, a instituição central com sede nos Estados Unidos, estuda fazer uma versão global da certificação, mas as conversas ainda são preliminares, explica Rodrigues. 

Aqui no Brasil, a CFA Society está em conversas para oferecer cursos de formação em ESG, não necessariamente voltados apenas para quem quer tirar a qualificação. “Seria uma abordagem mais ampla, voltada a todos que querem entender melhor essa temática”,  diz ele. 

Hoje, questões sobre ESG já entram no programa principal do CFA e o tema vem ganhando participação na agenda do CFA Institute. 

A organização vem trabalhando numa proposta de padronização de fundos ESG, numa tentativa de trazer ordem ao caos e permitir que investidores comparem as estratégias de cada produto financeiro e como elas se relacionam com suas necessidades.

O lançamento da certificação no Brasil será detalhado em live promovida pelo CFA Society Brazil amanhã (22) às 17h, no Youtube.